Abra ou transfira sua conta. Comece preenchendo os dados a seguir.
Leva poucos minutos.

    Blog

    Como acessar o mercado da China sem sair do Brasil? Descubra!

    Quando o assunto é investir no exterior, as opções não precisam estar limitadas aos Estados Unidos. Também é possível aproveitar outras alternativas, como é o caso dos investimentos feitos com foco no mercado da China.

    Apesar de o país asiático estar do outro lado do mundo, você pode acessar as oportunidades dele sem sair do Brasil. Dessa forma, unem-se praticidade e diversificação em busca dos resultados de interesse para sua carteira.

    Quer saber mais? Na sequência, veja quais são os investimentos disponíveis para quem deseja se expor ao mercado da China!

    Por que pode valer a pena investir na China?

    Antes de saber como entrar nesse ambiente, é importante compreender que o investimento na China pode apresentar vantagens. Uma delas é a oportunidade de acessar um mercado que tem se mostrado em expansão, com avanço constante da economia.

    As medidas econômicas adotadas pelo país asiático têm resultado em um crescimento nos últimos anos. Não há garantias de que o desempenho será mantido, mas, caso aconteça, ter o capital exposto a esse ambiente permitirá aproveitar os resultados.

    Investir na China também pode ser uma forma de obter diversificação de investimento. Além de ter exposição ao mercado internacional, você estará explorando países além dos mais tradicionais. Assim, uma parte do patrimônio deixa de estar atrelada às condições do ambiente brasileiro.

    Isso auxilia na questão da correlação de investimentos. Na prática, o mercado brasileiro e o mercado chinês são descorrelacionados. Logo, um resultado que afete a bolsa brasileira não necessariamente afetará um investimento na China. Com isso, há a possibilidade de diversificar e reduzir os riscos.

    Como investir no mercado da China sem sair do Brasil?

    Agora que você sabe por que investir fora do Brasil com foco na China, é a hora de entender que não é preciso sair do Brasil e buscar opções externas para fazer a alocação. Em vez disso, é possível aproveitar os investimentos que estão disponíveis diretamente no mercado brasileiro.

    Entre as vantagens de investir dessa forma, estão a facilidade de aporte, o baixo nível de burocracia e o fato de não ser necessário fazer a conversão de câmbio. Também vale destacar que há mais de uma possibilidade para investir desse modo.

    A seguir, conheça quais são as principais escolhas para quem deseja investir na China mantendo as operações no Brasil!

    ETF

    Uma das maneiras de compor sua carteira internacional é por meio do investimento em ETF. Sigla para exchange traded fund ou fundo de índice, esse é um fundo de investimento cuja participação depende da aquisição de cotas na bolsa de valores.

    Assim como outros fundos de investimento, os recursos são alocados por um gestor profissional, que realiza as operações de acordo com a estratégia definida. No caso do ETF, especificamente, a estratégia consiste em replicar a carteira teórica de um indicador de referência.

    Então o gestor escolhe os mesmos ativos que compõem o índice de mercado. Com isso, o resultado do ETF, antes de taxas e impostos, equivale ao desempenho do indicador. Para investir no mercado da China via ETF, o investidor pode optar por um fundo que faça referência a um índice de ativos chineses.

    É o caso do XINA11 — um fundo baseado em um indicador de ações da China. Nesse exemplo, os recursos são alocados na compra de ações negociadas nas bolsas chinesas, garantindo exposição aos recursos do país.

    BDR

    Outra possibilidade para acessar o mercado chinês é pelo investimento em BDR. A sigla significa brazilian depositary receipts ou certificado de depósito de valores mobiliários. Esse é um certificado emitido por uma instituição depositária e que tem lastro em ativos internacionais.

    Os BDRs podem ser de ações, de ETFs ou de títulos internacionais de dívida. No caso do mercado da China, é comum encontrar BDRs que permitem investir em empresas chinesas que não são negociadas no Brasil.

    Por exemplo, a Alibaba (BABA34) e Baidu (BIDU34). Assim como as cotas dos ETFs, os BDRs são negociados diretamente na bolsa de valores brasileira. Desse modo, você conta com praticidade para realizar a compra e venda dos ativos.

    Fundos internacionais

    Outra modalidade coletiva de investimento é o fundo internacional. Ele funciona como outros fundos de investimento, mas sua estratégia foca em aportar, prioritariamente, em ativos do mercado externo.

    Com isso, podem existir fundos que permitem acessar o mercado do país asiático. Porém, entre as alternativas, os fundos internacionais são menos acessível, pois muitos são limitados a investidores qualificados ou profissionais. Logo, é preciso ter alto capital ou certificação profissional para acessá-los.

    Como escolher o melhor investimento?

    Considerando que há diferentes investimentos para aproveitar o mercado da China, é necessário tomar uma decisão estratégica e alinhada. Para selecionar a alternativa adequada para a sua carteira, algumas dicas podem ser decisivas.

    Acompanhe e veja como colocá-las em prática!

    Identifique seu perfil de investidor

    Para selecionar de maneira condizente qualquer investimento, é importante identificar seu perfil de investidor e saber sua tolerância ao risco. Pela complexidade, as opções vistas até aqui costumam fazer mais sentido para investidores moderados ou arrojados.

    Isso porque são investimentos de renda variável e, por isso, apresentam um risco maior. Porém, um fundo internacional, por exemplo, pode ter um risco mais elevado que um ETF, que tem gestão passiva. Então esse aspecto deve ser considerado.

    Além do perfil, vale entender qual é a sua configuração de carteira. Ou seja, se ela é mais arriscada ou mais conservadora. Assim, é possível determinar qual deve ser a porcentagem de alocação nesses investimentos, considerando o risco.

    Defina objetivos financeiros

    Para investir no mercado da China, você também deve compreender o que espera alcançar com o aporte. Logo, definir objetivos financeiros antes de tomar as decisões ajuda na identificação das melhores oportunidades.

    Como são investimentos de maior risco, é aconselhável ter foco no longo prazo. Esse período estendido favorece a maturação do investimento e auxilia a diluir os riscos.

    Conte com ajuda profissional

    Quanto mais você souber sobre os investimentos e seu funcionamento, mais confiante será a sua tomada de decisão. Para ter acesso a informações confiáveis, vale a pena contar com uma assessoria de investimentos.

    Os assessores são profissionais capacitados que oferecem atendimento exclusivo para cada investidor. Assim, você poderá tirar dúvidas, conhecer alternativas disponíveis e identificar o que é mais adequado para o seu portfólio.

    Como visto, o mercado da China poder trazer oportunidades para quem deseja diversificar internacionalmente. Para investir sem ter que sair do Brasil, vale buscar as opções que são acessíveis diretamente pelo ambiente nacional.

    Se precisar de ajuda para conhecer as oportunidades do mercado, entre em contato conosco da Manchester Investimentos!

    Tags: bolsa brasileiracarteira internacionalfundos de investimentoinvestimento em BDRinvestimento em ETFbolsas da Chinainvestir na Chinainvestimento na Chinaações da Chinamercado chinesdiversificação de investimentoempresas chinesasinvestir fora do brasil

    Cadastre-se e receba mais conteúdos

      Obrigado pela visita em nosso site!

      Deixe suas informações nos campos abaixo para conhecer melhor o nosso trabalho de assessoria profissional, e receba um guia de investimentos gratuitamente.

      fechar popup

        Já sou cliente Manchester