Abra ou transfira sua conta. Comece preenchendo os dados a seguir.
Leva poucos minutos.

    Blog

    Fundos internacionais: o que são, como funcionam e como investir nessa modalidade?

    Fazer investimento no exterior pode ser uma alternativa para quem deseja expor o capital a características distintas das que são encontradas no mercado interno. Entre os veículos para esse tipo de alocação, estão os fundos internacionais.

    Eles são disponibilizados no Brasil, mas envolvem aportes em ativos de outros países. Esses fundos apresentam um conjunto variado de características e, com isso, podem atender a diferentes investidores, perfis e objetivos.

    Neste artigo, você conhecerá melhor os fundos internacionais e como eles funcionam. Confira!

    O que são fundos internacionais?

    Os fundos internacionais são fundos de investimentos que focam em ativos do exterior. Logo, são uma modalidade coletiva que permite aos investidores terem acesso aos resultados de investimentos internacionais.

    A composição do portfólio varia conforme a estratégia de cada fundo. Mas o foco geral está em trazer oportunidades de investimento no exterior.

    Como funcionam os fundos internacionais?

    Para conhecer o funcionamento do fundo internacional é importante começar pela dinâmica de um fundo de investimento de modo amplo. Esse é um veículo financeiro cujo investimento é feito pela aquisição de cotas de participação.

    Os recursos do fundo são movimentados por um gestor profissional, que aloca o capital dos cotistas de acordo com a estratégia definida. Então os resultados obtidos com as operações podem valorizar o patrimônio e aumentar o preço de negociação das cotas, o que leva ao retorno do fundo.

    No caso dos fundos internacionais, as operações são focadas em ativos do mercado externo. Há mais de um tipo de fundo internacional — com classificações entre renda fixa e renda variável.

    Os fundos internacionais de renda fixa focam, majoritariamente, em aplicações cujas regras de rendimento são conhecidas antecipadamente. Pode ser o caso de títulos públicos ou de dívidas privadas (bonds).

    Já os fundos de renda variável têm uma estratégia de investimento que prioriza ativos internacionais com maior risco e maior potencial de ganhos. É o caso de fundos internacionais de ações.

    Como é feita a alocação nos fundos internacionais?

    Ainda a respeito do funcionamento, saiba que o investimento em produtos internacionais nesses fundos é feito de duas formas principais. A primeira é o investimento no exterior realizado de modo direto, pela compra de ativos de outros mercados.

    A segunda envolve o investimento indireto. Nesse caso, o gestor do fundo adquire cotas de outros fundos — esses negociados no exterior. Por isso, dizemos que a alocação dos recursos no ambiente internacional acontece de maneira indireta.

    Como é a tributação dos fundos internacionais?

    Independentemente da classificação, os fundos internacionais são tributados pelo Imposto de Renda. A cobrança é de 15% sobre os lucros obtidos. Portanto, o imposto só incide sobre o ganho de capital (se houver), diante da venda das cotas.

    Quais são as vantagens desse tipo de fundo de investimento?

    Investir nos fundos internacionais pode ser interessante, a depender dos objetivos de cada investidor. O principal ponto positivo, claro, é o fato de ter acesso a recursos externos, sem precisar tirar seu dinheiro do país.

    Logo, existe a chance de investir no mercado internacional sem abrir conta na instituição financeira de outro país. Também não há a necessidade de converter o câmbio ou de seguir as regras estrangeiras para alocação.

    Com os fundos internacionais, você tem a oportunidade de aproveitar o desempenho do cenário externo. Se outros países apresentarem uma tendência de crescimento, por exemplo, o investimento nesse fundo garante exposição aos resultados.

    Além disso, os fundos internacionais ajudam na diversificação de investimentos. Na prática, o mercado externo e o mercado interno são descorrelacionados. Ou seja, muitas vezes não se comportam da mesma maneira.

    Com os fundos internacionais, parte do seu patrimônio fica exposta ao mercado externo, então permite diversificar os riscos em relação ao Brasil. Com isso, é possível diluir os riscos e melhorar o potencial de retorno.

    Quais são os riscos dos fundos internacionais?

    Apesar de o fundo internacional favorecer a diversificação de investimentos, ele também tem riscos que devem ser considerados.

    Os fundos internacionais que investem em renda variável, em especial, sofrem com os riscos de mercado. Desse modo, os ativos e, consequentemente, as cotas podem sofrer alterações nos preços de negociação pela volatilidade.

    Além disso, existe o risco cambial. Ele decorre da exposição às moedas estrangeiras — diante de uma mudança no câmbio, pode ocorrer uma desvalorização. Porém, o contrário também acontece: ter cotas de fundos internacionais pode proteger contra a desvalorização do real.

    Para quem os fundos internacionais podem ser indicados?

    Como têm características e riscos específicos, os fundos internacionais não são adequados para todos os investidores. De modo geral, é preciso ter perfil moderado ou arrojado para lidar com a volatilidade deles e a exposição ao mercado estrangeiro.

    Além disso, é preciso avaliar se você tem o objetivo de diversificar internacionalmente seus recursos ou dolarizar a carteira, por exemplo. Afinal, o investimento tem que combinar com as suas metas para alocação do seu patrimônio.

    Também é preciso ter atenção quanto à exigência definida pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Os fundos internacionais são voltados para investidores qualificados ou profissionais.

    Os primeiros precisam ter R$ 1 milhão aplicados ou certificações do mercado financeiro, enquanto os investidores profissionais devem ter, no mínimo, R$ 10 milhões investidos — ou serem profissionais certificados.

    Como investir em fundos internacionais?

    Mesmo que você se encaixe no público-alvo do fundo internacional, é preciso fazer uma avaliação antes de alocar os recursos. Para isso, considere seu perfil de investidor — que deve ter uma tolerância de risco moderada ou alta para fazer esse tipo de investimento.

    Ainda, é importante pensar nos prazos dos seus objetivos financeiros. Em especial, nos fundos que têm ativos com mais riscos, pode ser mais adequado investir no longo prazo para diluir os riscos. Com o devido período de maturação, os resultados podem ser mais consistentes.

    Caso você decida que vale a pena, abra sua conta na corretora de valores para investir nos fundos. É na plataforma de investimento que você encontrará as cotas dos fundos internacionais, então é importante escolher uma instituição com portfólio amplo.

    Você deverá transferir os recursos para a sua conta e realizar a compra da quantidade desejada de cotas. Depois, acompanhe o resultado da sua carteira ao longo do tempo e fique atento às comunicações do gestor.

    Caso tenha dúvidas sobre essa alternativa ou precise de ajuda, vale a pena contar com uma assessoria de investimentos. Os assessores são profissionais qualificados e que podem trazer informações confiáveis para que você tome uma decisão mais embasada.

    Agora você sabe o que são os fundos internacionais e como eles funcionam. Essas alternativas podem compor sua carteira, se você tiver perfil e objetivos alinhados e cumprir o requisito de investidor qualificado ou profissional.

    Precisa de ajuda para conhecer as alternativas do mercado financeiro? Entre em contato conosco da Manchester Investimentos e conte com nossos assessores!

    Tags: diversificação de investimentoscarteira de investimentosestratégia de investimentoinvestimento no exteriorativos internacionaisfundo de investimentoprodutos internacionaistipo de fundos de investimentofundo internacional

    Cadastre-se e receba mais conteúdos

      Obrigado pela visita em nosso site!

      Deixe suas informações nos campos abaixo para conhecer melhor o nosso trabalho de assessoria profissional, e receba um guia de investimentos gratuitamente.

      fechar popup

        Já sou cliente Manchester