Abra ou transfira sua conta. Comece preenchendo os dados a seguir.
Leva poucos minutos.

    Blog

    Hedge cambial: o que é, como funciona e como montar uma estratégia de proteção?

    As oscilações das moedas estrangeiras podem ter impacto direto nos resultados do seu patrimônio — seja você um investidor pessoa física ou jurídica. Por isso, vale a pena buscar formas de se proteger desse cenário, o que pode ser feito com o hedge cambial.

    Esse mecanismo utiliza diferentes instrumentos e recursos do mercado financeiro para diminuir o risco referente ao câmbio. Portanto, saber como fazê-lo é um ponto importante para usufruir das vantagens da estratégia e reduzir os impactos da volatilidade de moedas.

    Neste artigo, você conhecerá o que é o hedge cambial e como colocá-lo em prática na sua carteira. Acompanhe!

    O que é hedge cambial?

    O hedge é um mecanismo do mercado financeiro que permite fazer a proteção da carteira. Assim, ele tem como objetivo diminuir ou neutralizar impactos negativos que podem ser causados por mudanças que acontecem no mercado.

    Por sua vez, o hedge cambial consiste na proteção focada nas oscilações do câmbio. Ele pode ser executado com a ajuda de veículos de investimento e instrumentos financeiros, visando reduzir o risco cambial existente.

    Como funciona?

    Na prática, o hedge cambial pode ser realizado com diferentes ferramentas. Porém, o funcionamento delas é semelhante, já que a estratégia se baseia em antecipar e mitigar os efeitos causados pela oscilação cambial.

    As estratégias permitem que parte do patrimônio do investidor tenha uma variação que acompanha o câmbio. Com isso, se a moeda sofrer uma valorização, por exemplo, parte dos recursos também terão esse movimento de alta.

    Logo, o principal objetivo do hedge cambial é proteger a carteira de uma desvalorização do câmbio nacional. As operações são realizadas em reais, mas a exposição está relacionada a moedas estrangeiras, como o dólar.

    Mais à frente, você conhecerá exemplos e entenderá como essa estratégia pode ser útil para muitos investidores.

    Quem pode fazer hedge cambial?

    Por suas características, o hedge cambial pode ser feito tanto por pessoa física quanto por pessoa jurídica. Para entender o primeiro caso, imagine alguém que deseja fazer uma viagem internacional mais longa, no prazo de um ano.

    Em 12 meses, o câmbio pode flutuar bastante e, se ele avançar, a viagem ficará mais cara. Para evitar essa situação, é possível fazer hedge cambial com os recursos. Se a moeda estrangeira se valorizar, o montante acompanhará o desempenho — compensando os custos mais altos da compra de papel moeda, por exemplo.

    Em caso de desvalorização da moeda, por outro lado, poderá haver quedas no mercado, mas que será compensada pelo custo mais barato das despesas em outra moeda.

    Outra possibilidade envolve as pessoas jurídicas, como uma empresa que paga um fornecedor em dólar. Após o faturamento, fazer o hedge cambial é uma forma de se proteger contra os efeitos das oscilações das moedas. Afinal, um aumento no câmbio pode onerar a empresa ou até inviabilizar o pagamento.

    Nesse sentido, o hedge financeiro protege o montante — criando mecanismos que ajudam a proteger as empresas com compromissos que se expõem a outras moedas.

    Quais são as vantagens dessa estratégia?

    Agora que você sabe como funciona o hedge cambial, é mais fácil compreender os benefícios associados a ele. O principal ponto positivo é a proteção oferecida em relação às variações de uma moeda estrangeira.

    Com isso, é possível reduzir os riscos cambiais, melhorando a previsibilidade quanto à disponibilidade e ao uso dos recursos. Ainda, é uma forma de aumentar as chances de garantir o cumprimento de obrigações financeiras que estejam atreladas a uma moeda internacional.

    Como fazer hedge cambial?

    Ao contrário do que muitos acreditam, fazer hedge cambial não envolve comprar papel moeda. Na verdade, isso é feito por meio de alternativas disponíveis no mercado financeiro, como derivativos e fundos de investimento.

    A seguir, conheça algumas das principais formas de fazer hedge cambial e entenda como cada uma funciona!

    ETFs com exposição cambial

    Os exchange traded funds (ETFs) ou fundos de índice são fundos de investimento que buscam replicar a carteira teórica de um índice de referência. O investimento é feito com a aquisição de cotas na bolsa de valores e a movimentação dos recursos é feita por um gestor profissional.

    Além disso, o ETF pode estar atrelado a um índice de ativos internacionais. É o caso de um ETF que replique um índice de ações americanas, por exemplo. Assim, como ativos dos Estados Unidos são negociados em dólar, há exposição cambial à moeda.

    Então, se a moeda sofrer oscilações, os ativos do mercado internacional também são impactados, o que se reflete nas cotas. Com isso, pode ser uma forma de se proteger das movimentações cambiais.

    Note, no entanto, que os fundos de índice não oscilam apenas devido ao câmbio. Ele está exposto à lei de oferta e demanda e às movimentações dos papéis que compõem o índice de referência. Por isso, é preciso avaliar se ele faz sentido para sua estratégia de hedge.

    Fundos cambiais

    Uma alternativa mais direta para obter proteção cambial é o investimento em fundos cambiais. Eles alocam a maior parte dos recursos na compra e venda de ativos e instrumentos financeiros relacionados ao câmbio.

    Como existe uma grande exposição às flutuações das moedas estrangeiras, o desempenho da taxa de câmbio se reflete nesse investimento.

    Contrato futuro

    O mercado futuro é o ambiente da bolsa de valores onde há o posicionamento comprado ou vendido de derivativos chamados de contratos futuros. Esses instrumentos financeiros permitem que os operadores assumam posições quanto ao comportamento de um ativo.

    No caso dos contratos futuros de dólar e de minidólar, é possível se posicionar em relação à taxa de câmbio dessa moeda, por exemplo. Havendo lucro na operação, ele pode cobrir custos relacionados aos prejuízos da variação cambial. Com isso, os contratos futuros podem ser úteis para manter sua carteira protegida.

    Como ter ajuda para fazer hedge de câmbio?

    Com base nessas informações, você aprendeu que o hedge cambial pode ser feito de maneiras distintas. Porém, é comum que surjam dúvidas sobre a maneira de executá-lo e quando fazê-lo. Para simplificar o processo, vale a pena contar com uma assessoria de investimentos.

    Recebendo auxílio de um time qualificado, você poderá esclarecer dúvidas, entender como executar operações e como agir de acordo com o seu perfil de investidor. Na Manchester Investimentos, você conta com suporte completo para essas e outras operações, conforme seus objetivos.

    Agora você sabe que o hedge cambial é um mecanismo de proteção importante perante moedas estrangeiras. Entendendo como fazê-lo, é possível cuidar melhor do seu patrimônio e ter mais segurança em relação ao seu patrimônio. Para aumentar seus conhecimentos, tirar dúvidas e ter o apoio necessário, entre em contato conosco da Manchester Investimentos e conte com a nossa assessoria.

    Os produtos da XP Investimentos CCTVM S.A são distribuídos por meio de Agentes Autônomos de Investimento, nos termos da Resolução 16/2021 da Comissão de Valores Mobiliários. Os produtos do Banco XP S.A são distribuídos por meio de Correspondentes Bancários, na forma Resolução 3.954 do Banco Central do Brasil. Consulte o site da XP para conhecer todos parceiros autorizados. E os produtos da XP Corretora de Seguros LTDA são distribuídos por meio dos parceiros de seguros, devidamente autorizados pela instituição, na forma da Lei Nº 4.594/1964 e nos termos das normas da Superintendência de Seguros Privados.

    Tags: carteira de investimentomercado internacionalhedge cambial o que éhedge financeirohedge mercado financeiromercado futurohedge cambial como fazerhedge de carteiramoeda estrangeiraativos internacionaisrisco cambialcompra e vendacontratos derivativostaxa de câmbioinstrumentos financeiros

    Cadastre-se e receba mais conteúdos

      Obrigado pela visita em nosso site!

      Deixe suas informações nos campos abaixo para conhecer melhor o nosso trabalho de assessoria profissional, e receba um guia de investimentos gratuitamente.

      fechar popup

        Já sou cliente Manchester