Abra ou transfira sua conta. Comece preenchendo os dados a seguir.
Leva poucos minutos.

    Blog

    Inflação e estagflação: entenda os conceitos e saiba como eles podem impactar você!

    Ao procurar notícias sobre economia e política você pode se deparar com o termo estagflação. Ele se relaciona à inflação e influencia diversos aspectos da vida dos cidadãos de um país. Inclusive, em relação aos investimentos.

    Mas você sabe o que a inflação e a estagflação representam, na prática? Para entendê-los, é preciso saber o significado desses e de outros termos econômicos, assim como suas causas e efeitos. Desse modo, é possível saber como eles podem impactar sua vida — e o seu portfólio.

    Quer saber mais? Então continue a leitura deste conteúdo para conhecer melhor os conceitos de inflação e estagflação, além de saber como o mercado de investimentos reage a eles.

    Acompanhe!

    O que é a inflação?

    A inflação é um conceito mais conhecido, principalmente por brasileiros que se lembram da década de 1980 e 1990. Afinal, nesse período, o país passou por um grande processo inflacionário. No entanto, é comum que existam pessoas que ainda têm dificuldade de entendê-lo.

    Na prática, a inflação se caracteriza pelo aumento generalizado de preços em bens, produtos e serviços em um país em determinado período Trata-se de um processo natural, sendo esperado e até mesmo programado em todas as economias mundiais.

    No Brasil, ela é oficialmente medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para essa medição, o Instituto criou uma cesta de produtos, bens e serviços consumidos por 90% das famílias de áreas urbanas.

    Dessa forma, ele consegue avaliar o aumento de preços dessa cesta. Além disso, o cálculo abrange famílias com rendimentos de 1 a 40 salários mínimos. Por isso, o IPCA funciona como uma média de aumento de preços no país.

    Mas é preciso ressaltar que a inflação pode ser sentida de forma diferente entre os cidadãos, dependendo de sua faixa de renda. Isso porque o IPCA é uma média bastante abrangente, então algumas faixas podem vivenciar os preços de forma diferente de outras.

    De modo geral, o aumento nos preços afeta mais acentuadamente as famílias que têm rendimentos menores. Isso ocorre porque elas têm menos meios de se defender da inflação — não contando, por exemplo, com investimentos e reservas de capital.

    Por que a inflação ocorre?

    Você entendeu o que é a inflação e que ela é esperada em uma economia. Mas por que os preços de produtos e serviços aumentam com o tempo? Na verdade, a inflação pode ter diversos motivos, mas existem fatores que têm maior influência.

    A principal causa é o aumento na demanda por produtos e serviços. Ou seja, há uma relação entre a oferta desses bens e a necessidade da população, que está elevada. Então, seguindo a lei da oferta e procura, há um aumento de preços.

    A inflação também pode ser relacionada à baixa oferta dos produtos, mesmo que a demanda não aumente. Assim, como há menos bens e serviços comercializados, seus preços sobem para comportar as demandas da população.

    Outra causa da alta nos preços é o aumento de custos para produção de itens básicos — como matéria prima mais cara. Além disso, a expectativa de inflação para o futuro pode trazer arrefecimento ou acréscimo de demanda.

    É importante ressaltar que o Governo de um país também tem ligação direta com a inflação. Afinal, ele pode adotar medidas macroeconômicas para estimular o consumo ou frear a obtenção de crédito — o que afeta as movimentações de preços.

    O que é a estagflação?

    Agora que você já conhece a inflação e suas principais causas, será mais fácil compreender a estagflação. Ela é a junção dos conceitos de estagnação econômica e inflação. Assim, a estagflação ocorre quando há aumento da inflação em tempos de baixa na economia de um país.

    O conceito de estagnação se caracteriza quando a economia nacional não registra avanço em um período. Ela pode se dar em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), geração de empregos, atividades de indústria e comércio, entre outros.

    Já a inflação você viu como funciona. Desse modo, a estagflação acontece quando é registrada a estagnação econômica e uma alta acentuada da inflação.

    Por que a estagflação acontece?

    Ao pensar sobre a estagflação, ela pode parecer um conceito contraditório. Afinal, se a inflação está alta é porque há mais demanda e aumento de preços de produtos e serviços. Então como ocorreria essa maior demanda em um momento de estagnação econômica?

    Aqui, é possível elencar diversas causas. Em muitos casos, a estagflação pode estar relacionada a políticas econômicas mal formuladas e a fatores externos imprevisíveis. Um deles é o aumento do câmbio.

    Considere, por exemplo, a alta do dólar em relação ao real no começo de 2020. Nesse período, o dólar veio em uma crescente subida, sendo bastante valorizado em relação ao real. Isso fez com que a venda de produtos ao exterior seja beneficiada.

    Mas, se os produtores concentram o foco na venda de bens ao exterior, o mercado nacional pode ficar desabastecido. Esse movimento, no entanto, não sinaliza que a demanda no país esteja elevada — afinal, a venda e o consumo ocorrem no exterior.

    Com essa falta de oferta de produtos no mercado nacional, os preços sobem, tendo em vista que há escassez. Dessa maneira, a estagflação causa um efeito econômico especifico: o aumento consecutivo de inflação e do desemprego.

    Como o mercado e os investimentos reagem a esses momentos?

    Outra informação importante diz respeito à reação do mercado em relação à inflação e estagflação, principalmente no que tange aos investimentos. Afinal, como esses cenários afetam suas decisões e estratégias de aportes?

    É importante entender que há, sim, efeitos sobre os investimentos nesses dois cenários — assim como novas oportunidades. Com uma alta inflação, por exemplo, é possível que o Governo aumente a taxa básica de juros e os títulos da renda fixa podem se tornar mais atrativos.

    Nesse cenário, algumas empresas também podem produzir e lucrar mais por conta da alta demanda, atraindo investidores na renda variável. Já os períodos de estagflação podem significar uma alta considerável no câmbio — evidenciando alternativas de investimento no exterior.

    Todavia, considere que esses períodos também se manifestam em curto e médio prazo. Por isso, se você tem uma estratégia sólida e voltada ao longo prazo não deve tomar decisões precipitadas se baseando apenas na inflação momentânea.

    Conseguiu entender o que é a estagflação e como ela impacta seus investimentos? Lembre-se de sempre considerar o perfil e objetivos ao investir. Assim, você poderá tomar decisões mais adequadas e manter a estratégia de aportes.

    Quer conhecer melhor esses cenários e as principais estratégias de investimentos para aproveitar eventuais oportunidades? Então conte com a assessoria da Manchester!

    Tags: Mercado Financeiroinflaçãoaumento da inflaçãoestagnação econômicao que é estagflaçãoinflação e deflaçãotipos de inflaçãoestagflação significadorecessão econômicainvestimentos financeiroseconomia brasileirao que é estagflaçãoeconomia brasileira;

    Cadastre-se e receba mais conteúdos

      Obrigado pela visita em nosso site!

      Deixe suas informações nos campos abaixo para conhecer melhor o nosso trabalho de assessoria profissional, e receba um guia de investimentos gratuitamente.

      fechar popup

        Já sou cliente Manchester