fbpx

Jim Collins – Disciplina e humildade

jim-collins

Jim Collins: esse nome deve ser familiar para você que está no mundo dos negócios e acompanha de perto essa área. Esse autor e professor americano, mestre e doutor em Administração, é um dos consultores de negócios mais respeitados do mundo. Suas lições inspiram a gerenciar com maestria sua própria empresa e aprimoram seu estilo de liderança.

Disciplina e humildade são palavras-chave na filosofia desse profissional. Outro ponto que chama a atenção nos seus ensinamentos é a preocupação de valorizar cada integrante de uma equipe de trabalho, pois, de acordo com ele, “o que faz a diferença na vida são as pessoas”.

Ele traz algumas lições que podem ser aplicadas em qualquer nicho de negócio, mas especialmente no mercado de investimento e para a equipe de assessores que deve ser preparada para enfrentá-lo. Eis algumas:

Equilibre disciplina e inovação

Na visão do consultor, ser fanático por disciplina é essencial para conseguir alcançar metas dentro de uma empresa. Além disso, ele prega que a inovação só funciona quando há equilíbrio entre a criatividade e a disciplina. Ou seja: a inovação precisa acontecer, mas não valem mudanças radicais. Na hora de pensar (e concretizar) as novidades, o ideal é preservar práticas e princípios que já funcionam, sempre tendo em conta os valores que levaram a empresa a alcançar seu sucesso.

Invista nas pessoas

Um dos mandamentos de Collins quando se trata da gestão de empresas é “first who, then what” (“primeiro quem, depois o quê”, em tradução literal). Ele acredita e dissemina a ideia de que as corporações devem primeiro escolher as pessoas — de forma bem criteriosa — e depois atribuir as responsabilidades de cada um.

Crie uma cultura forte

As práticas e princípios considerados como ideais devem estar não só na mente e no trabalho do líder, mas em todos os colaboradores. A empresa não pode funcionar apenas quando o chefe está presente: o bom rendimento deve acontecer constantemente, pois cada funcionário deve desejar o sucesso da empreitada tanto quanto quem está à frente de tudo. Collins afirma que só uma empresa que consegue se manter — e perdurar —, mesmo com a ausência do empreendedor, é que pode ser uma grande companhia.

Busque conselheiros

Se a empresa enfrenta desafios (que ele denomina como “fatos brutais”), é mais necessário ainda poder contar com pessoas de confiança e que tenham a expertise suficiente para resolver os impasses que surgirem. É por isso que Collins recomenda que as empresas tenham sempre as pessoas certas.

Não se contente com o sucesso alcançado

Como mencionado, Collins preza pela humildade. Ele acredita que, mesmo que a empresa demonstre um forte desempenho e alcance os resultados, isso não deve inflar o ego da equipe, e muito menos do líder. Segundo ele, enxergar a empresa apenas como boa é o que te levará a buscar por objetivos mais ousados, ou seja, o que te fará perseguir o patamar de ótimo.

E um dos pontos que Collins defende e acredito é que um líder humilde é essencial para o êxito de um negócio, afinal, pessoas com essa caraterística compartilham sabedoria e mérito, pois pensam primeiro no bem da empresa, e não em ficar com todos os créditos das conquistas.

Baixe agora o seu ebook
Previous
Next
Abra sua conta agora
Cadastre-se e receba mais conteúdos

Posts relacionados

Assessor de Investimentos, Perfil de Investidor, Investir Transforma, Carreira, Disciplina
Invista com a melhor escolha para os seus investimentos.