Abra ou transfira sua conta. Comece preenchendo os dados a seguir.
Leva poucos minutos.

    Blog

    Como ter renda passiva com fundos imobiliários?

    Muitas pessoas buscam o mercado financeiro com o intuito de obter uma renda recorrente. Os objetivos podem ser diversos, como complementar a renda familiar, atingir a liberdade financeira, realizar sonhos, entre outros. Para tanto, é preciso saber como investir para ter renda passiva.

    Entre as alternativas de investimento disponíveis para essa finalidade, os fundos imobiliários se destacam. No entanto, antes de investir seu capital nesse tipo de fundo, vale a pena conhecer um pouco mais sobre o seu funcionamento.

    Então aproveite este conteúdo para explorar melhor os fundos imobiliários e descubra como obter renda passiva com esse investimento.

    Está pronto?

    O que são fundos imobiliários e como funcionam?

    Os fundos de investimentos imobiliários, também chamados de FIIs, são veículos de investimento coletivo. Eles são formados pelo patrimônio de diferentes investidores que buscam objetivos em comum — no caso, investir no setor imobiliário.

    Para participar de um FII, o interessado precisa adquirir cotas na bolsa de valores brasileira, a B3. Já o capital do fundo é administrado por um gestor profissional. Ele fica responsável por escolher os investimentos que serão realizados, conforme as premissas que pautaram a criação do fundo.

    No mercado nacional podem ser encontrados 3 tipos de fundos. São eles:

    Fundos de tijolo: investem majoritariamente em imóveis físicos, visando a distribuição de renda proveniente de aluguel ou venda dos bens adquiridos;

    Fundos de papel: priorizam o investimento em títulos voltados ao mercado imobiliário, como letra de crédito imobiliário (LCI) e certificado de recebíveis imobiliários (CRI);

    Fundos de fundos: investem, principalmente, em cotas de outros FIIs. Portanto, costumam apresentar carteiras diversificadas.

    Diante dessas características, os FIIs são alternativas que podem agradar quem deseja se expor ao mercado imobiliário ou visa o recebimento de renda passiva. Mas é preciso ter em mente que, por se tratar de uma alternativa de renda variável, não há garantias de retorno.

    É possível ter renda passiva com fundos imobiliários?

    Como você viu, os FIIs são investimentos com potencial de pagamento de renda passiva. Isso acontece porque eles possuem a obrigação legal de distribuir, pelo menos, 95% dos seus rendimentos entre os seus cotistas — com frequência, no mínimo, semestral.

    Então basta que o fundo obtenha lucro nesse período para que ele faça a distribuição em forma de dividendos. Isso vale para qualquer um dos tipos de fundos do tipo em negociação no mercado. Contudo, os fundos de tijolos são os mais propensos a realizar o pagamento.

    A razão está no fato de muitos fundos de tijolo contarem com carteiras compostas por diferentes imóveis de locação. Por exemplo, edifícios, salas comerciais, galpões logísticos, hospitais, etc. Logo, é comum que esse tipo de fundo receba receita de seus inquilinos mensalmente.

    Aliás, diversos fundos imobiliários disponíveis no mercado estipulam o pagamento de dividendos mensais. Essa é uma forma de atrair mais investidores e se manter competitivo no mercado. Portanto, é possível ter renda passiva investindo nessa modalidade.

    Como funciona o pagamento dos dividendos?

    Sabendo um pouco mais sobre o conceito e funcionamento dos FIIs, talvez você queira entender como funciona o pagamento de dividendos.

    Você aprendeu que, para haver a distribuição de dividendos por parte de um FII, é preciso que ele tenha lucros no semestre. Nesse sentido, após auferir lucros, o fundo divulga os resultados para o mercado, geralmente por meio de relatórios gerenciais mensais.

    Nesses documentos podem ser encontrados os detalhes de quais foram as receitas, despesas, planos futuros, histórico de distribuição de dividendos, entre outros. Também é divulgada a informação se haverá a distribuição de dividendos, o valor e quando eles serão pagos.

    Dessa maneira, é preciso ficar atento às datas informadas. Afinal, a depender do momento que comprar ou vender a cota, você pode ficar de fora da distribuição daquele mês. Na prática, para receber os dividendos, é preciso ter a cota em carteira até a “data com”.

    O cotista que terminar esse dia com as cotas do fundo em carteira terá direito ao recebimento dos dividendos anunciados. Eles serão depositados na conta do cotista, mantida junto à corretora de valores utilizada para a compra das cotas.

    Como ter renda passiva com fundos imobiliários?

    Caso você esteja em busca de renda passiva e tenha se interessado pelos fundos imobiliários, é importante observar alguns pontos de atenção. Veja o que considerar antes de investir!

    Considere o seu perfil de investidor

    O primeiro passo antes de investir em qualquer alternativa do mercado é conhecer o seu perfil de investidor. Ao conhecê-lo, você saberá o nível de risco que está disposto a correr e se ele está alinhado com os riscos do investimento analisado.

    Não se esqueça que os FIIs pertencem à renda variável. Portanto, eles apresentam riscos maiores, pois não é possível prever os seus resultados. Saiba também que o valor das cotas oscila conforme o ânimo do mercado e os dividendos podem ser suspensos, caso o fundo não tenha obtido lucro no período.

    Faça uma análise criteriosa do fundo

    É comum encontrar investidores que pautam suas decisões apenas na rentabilidade. Porém, essa não é uma estratégia apropriada quando se fala de FIIs. Afinal, o desempenho de um FII depende de aspectos como uma boa gestão, desempenho dos ativos em carteira, bons inquilinos, etc.

    Portanto, antes de investir em um FII, é importante que você realize uma análise fundamentalista. Ela consiste no estudo dos fundamentos do fundo para entender a sua viabilidade, a qualidade da gestão, o potencial de retorno, entre outros fatores importantes para a tomada de decisão.

    Diversifique sua carteira

    Uma das estratégias mais utilizadas entre investidores do mercado é a diversificação. Ao diversificar seu portfólio, você poderá equilibrar os riscos de um investimento com outro, aproveitando diferentes oportunidades — o que também permite potencializar seu retorno.

    Perceba que é possível diversificar mesmo dentro do segmento imobiliário. Por exemplo, parte do seu patrimônio pode ser destinado a fundos de tijolo. Já outra parte, poderá ser alocada em fundos de fundo ou de papel, diversificando o risco de ter apenas renda vinculada ao aluguel.

    Agora você sabe como ter renda passiva com os fundos imobiliários e poderá incluir essa alternativa em seu portfólio, caso faça sentido para você. No entanto, não deixe de considerar o seu perfil e de fazer uma análise aprofundada sobre um FII antes de investir nele.

    Precisa de ajuda para conhecer alternativas de investimento? Entre em contato conosco e conte com o apoio de um de nossos assessores!

    Tags: renda passivacomo gerar renda passivacomo viver de renda passivafundos imobiliárioso que é fundo imobiliárioinvestimento passivodividendos como funcionao que são dividendosformas de renda passivainvestir em dividendosdividendos mensaistipos de renda passivainvestir em FIIsviver de renda;

    Cadastre-se e receba mais conteúdos

      Obrigado pela visita em nosso site!

      Deixe suas informações nos campos abaixo para conhecer melhor o nosso trabalho de assessoria profissional, e receba um guia de investimentos gratuitamente.

      fechar popup

        Já sou cliente Manchester