fbpx

Investimentos no Exterior: O que pensam os gestores

investir-exterior

Cada vez mais os brasileiros estão procurando oportunidades de investimentos no exterior como forma de diversificação de portfólio.

É uma alternativa para obter retornos melhores diante da queda da taxa de juros e também de proteger o patrimônio dos riscos associados ao mercado brasileiro e se preparar para diferentes cenários. Mas como identificar as melhores oportunidades? Quais os ativos financeiros mais atraentes, considerando a conjuntura econômica aqui e no exterior? Para oferecer aos nossos clientes uma visão abrangente sobre o assunto, veja o que pensam os gestores de três casas de destaque, que têm fundos que investem lá fora.

O sócio e gestor da IP Capital Partners, Pedro Andrade, diz que existem cerca de 40 empresas de excelente qualidade para investir no Brasil, enquanto no exterior, há mais de 120 “empresas sensacionais”. Assim, é bem mais fácil encontrar empresas extraordinárias negociadas a preços razoáveis lá fora do que no mercado brasileiro, onde elas costumam embutir um prêmio elevado de qualidade. De 1994 para cá, o índice S&P 500 rendeu quase três vezes mais do que o Ibovespa. “Uma comparação mais recente, dos últimos 10 anos, mostra que 50% das 50 maiores empresas do Ibovespa renderam mais do que o CDI, enquanto 80% das 50 maiores empresas do S&P superaram a mesma marca – mesmo sem levar em conta o ganho do dólar no período”.

Outra explicação o alto retorno do mercado acionário nos EUA, diz o gestor da IP Capital Partners, é que “muitas empresas surfam tendências seculares de crescimento”. Além disso, gigantes de mídia online, streaming de vídeo, computação em nuvem ou e-commerce são capazes de crescer fortemente porque usam a tecnologia para transformar e conquistar mercados.

O CEO e gestor de equities da Vinland Capital, André Laport, também está otimista com a bolsa norte-americana, porém “bastante cauteloso por causa da grande volatilidade”. Por esse motivo, explica, o portfólio da Vinland está balanceado entre papéis de empresas brasileiras mais focadas em commodities e, no exterior, em empresas mais consolidadas, da chamada velha economia, e no setor de tecnologia, em empresas mais jovens, que apresentam grande potencial de crescimento.

“Os indicadores de atividade econômica global indicam forte expansão este ano e os sinais de política monetária e fiscal corroboram esta perspectiva”, afirma Laport.

A política monetária do FED tende a permanecer expansionista por algum tempo, o pacote de estímulo fiscal (US$ 1,9 trilhão) aprovado nos EUA contribui para o ritmo acelerado de vacinação. Na Europa, a vacinação está mais lenta e o crescimento vai demorar um pouco mais.

A preocupação, afirma, é a inflação que vem acelerando, tanto no Brasil como nos Estados Unidos. Nos EUA, a autoridade monetária mantém a posição de que não irá aumentar as taxas de juros até ver uma melhora robusta no desemprego e crescimento.

Para a Dahlia Capital, investir no exterior não é diversificação.

“Investimos porque é bom”, justifica a equipe da Dahlia. Os fatores determinantes para os preços de ações e moedas no longo prazo se resumem ao crescimento econômico. Assim, países que crescem mais, têm bolsas que sobem mais e moedas mais fortes.

“A longo prazo, geografia, demografia e tecnologia são os principais fatores que determinam o crescimento dos países”. Isso explica, ressalta a equipe da Dahlia, o “excepcionalismo” americano dos últimos 70 anos. “Os Estados Unidos têm uma das melhores geografias do mundo, com acesso a dois oceanos e autossuficiência em energia e alimentos. Têm também a melhor demografia entre as grandes economias do mundo. É o único país que terá crescimento de sua população economicamente ativa nos próximos 30 anos, a tecnologia está por todos os lados.

Para quem pretende acessar ativos globais, em busca de retornos melhores e segurança, é importante contar com a ajuda de um especialista, um assessor de investimentos que conheça bem o mercado internacional, não apenas os Estados Unidos, mas também outros países que também oferecem alternativas atraentes de investimentos, seja na renda variável ou na renda fixa.

Baixe agora o seu ebook
Previous
Next
Abra sua conta agora
Cadastre-se e receba mais conteúdos

Posts relacionados

Previdência Privada, DI, CDI, Tributação, Fundos de Investimentos, PGBL, VGBL, Plano Gerador de Benefício Livre, Vida Gerador de Benefício Livre, Regressiva e Progressiva, IR
Invista com a melhor escolha para os seus investimentos.