Abra ou transfira sua conta. Comece preenchendo os dados a seguir.
Leva poucos minutos.

Blog

Aprenda a não perder dinheiro em tempos de crise

Em períodos de crise, é preciso ter atenção redobrada para não perder dinheiro. Afinal, a desestabilização econômica pode afetar as finanças e interferir no desempenho dos investimentos. É importante saber como lidar com essas situações — já que crises na economia são comuns.

Assim, você pode se cercar de estratégias para proteger seu dinheiro e até fazer com que ele renda mais. O gerenciamento de risco reduz a exposição à volatilidade e exerce um papel essencial nos investimentos — ainda que eles nunca estejam isentos de riscos.

Quer saber como diminuir as chances de ter perdas em tempos assim? Continue a leitura e confira algumas dicas!

Diversifique os investimentos

A diversificação dos investimentos é uma prática de grande importância para qualquer investidor, seja iniciante ou já experiente no mercado financeiro. Isso porque permite equilibrar os três aspectos essenciais desse universo: riscos, rentabilidade e liquidez.

Ao diluir os aportes em alternativas descorrelacionadas, o investidor não fica exposto ao desempenho de apenas uma condição. Logo, torna-se menos vulnerável às oscilações do mercado e pode atender a diferentes objetivos.

Diante de investimentos que passam por uma queda no preço, por exemplo, fica mais fácil encontrar equilíbrio. Isso porque outros investimentos podem se manter estáveis ou mesmo se valorizar. Então há compensação.

Considere que uma crise não necessariamente afeta todos os seus aportes, pois alguns podem ter performances atreladas a fatores que não foram tão impactados. Por exemplo, investimentos de renda fixa podem seguir estáveis enquanto a bolsa passa por uma crise.

Assim, uma carteira de investimentos diversificada é uma estratégia para manejar os riscos e encontrar oportunidades de rentabilidade. Efetivamente, ela permite otimizar os aportes conforme seu perfil de investidor, para não ficar desprotegido e ainda alcançar os objetivos.

Mantenha a reserva financeira

É fundamental considerar que uma crise econômica impacta não apenas os seus investimentos, mas o seu orçamento também. Nesse sentido, é comum que aconteçam alterações no custo de vida e até mesmo comprometimento da renda.

Para evitar perder dinheiro em um cenário de instabilidade, é primordial preservar a sua reserva financeira. Ela trará autonomia para lidar com imprevistos de maneira mais tranquila e sem precisar se expor a estratégias que acarretam prejuízos, como empréstimos.

Faça um planejamento financeiro muito detalhado

Ter um bom planejamento financeiro é sempre importante. Porém, em momentos de crise ele se torna imprescindível para minimizar o seu impacto. As incertezas fazem com que o futuro seja difícil de prever mesmo para os economistas — então, é preciso se prevenir.

Nesse cenário, compreender o mercado financeiro e suas flutuações ajuda a se programar com maior exatidão. Alguns fatores macroeconômicos afetam suas finanças e investimentos, como: inflação, taxa de juros, consumo e Produto Interno Bruto (PIB).

Da mesma forma, é fundamental conhecer a sua situação financeira e assumir o controle do seu orçamento. É preciso ajustar os gastos aos ganhos para ser possível pagar suas despesas e ainda ter uma quantia para investir mensalmente.

Quanto mais detalhado for o seu planejamento financeiro, menos ele ficará suscetível a imprevistos. Durante uma fase de recessão, é necessário saber poupar e agir com inteligência emocional para evitar gastar impulsivamente. Sua organização e disciplina serão decisivas para superar os impasses.

Conheça as estratégias de hedge

Hedge é um termo da língua inglesa que significa cobertura. No mercado financeiro, esse tipo de operação tem a finalidade de proteger o capital investido e obter um melhor equilíbrio na relação risco e benefício.

A ideia de hedge está intimamente relacionada à instabilidade que os produtores rurais enfrentam em relação ao preço de sua safra. Nesse caso, os mecanismos de hedge permitem vender antecipadamente parte da produção para estabelecer o preço para o futuro.

Para os investidores, os instrumentos de hedge podem ser interessantes em momentos de incertezas, pois proporcionam mais segurança. A já mencionada diversificação dos investimentos é um exemplo de recurso que oferece essa cobertura. Mas existem muitos outros.

Conheça alguns!

Mercado futuro

O mercado futuro abrange certas estratégias mais complexas de hedge financeiro. Trata-se de um ambiente diferente do mercado à vista na bolsa de valores, com a particularidade de viabilizar operações com foco nos preços futuros.

Nesse contexto, os contratos futuros permitem posicionamento em relação à oscilação de preços. É possível se posicionar de modo comprado ou vendido, de forma que seus resultados estarão ligados à valorização ou desvalorização dos ativos-objeto, dos quais os contratos derivam.

Mercado internacional

Explorar as oportunidades do mercado internacional também pode ser uma forma de mitigar os riscos do seu portfólio, pois cada país está sujeito a riscos diferentes. Assim, em caso de uma crise econômica no Brasil, é possível que outros países apresentem maior estabilidade.

Em especial, quando se trata de países de economia mais estável e com moeda mais forte. Por isso, dolarizar seus investimentos com alternativas disponíveis no mercado brasileiro pode ser um mecanismo de proteção. Afinal, em momentos de crise o real costuma se desvalorizar frente ao dólar.

Invista conforme o seu perfil

O perfil de investidor avalia sua personalidade no mercado financeiro. Com isso, ajuda a tomar decisões mais conscientes nesse universo, o que é decisivo para reduzir os riscos de perdas. Essa avaliação tem o foco na sua tolerância à volatilidade do mercado.

Existem três perfis de investidor:

  • Conservador — prioriza a segurança e tem baixa tolerância a risco;
  • Moderado — pode correr um pouco mais de risco em busca de resultados maiores;
  • Arrojado — foca no potencial de rentabilidade e, por isso, assume riscos mais altos.

Como vimos, quando se trata de investir, não existe alternativa isenta de riscos. Mas os níveis de risco dos investimentos podem ser bastante variados. Logo, cabe a cada investidor construir uma estratégia inteligente para se expor de uma maneira controlada, conforme seu desejo.

Agora você sabe que é sempre importante contar com formas de preservação do seu capital para não perder dinheiro em crises. Elas podem acontecer frequentemente, então é preciso estar atento para cuidar do seu patrimônio e realizar os seus objetivos financeiros!

As dicas deste artigo ajudaram você a entender como proteger suas finanças? Caso ainda tenha restado dúvidas, entre em contato com a nossa equipe!

Tags: diversificação de investimentosperfil de investidoraplicações financeirasestratégia de investimentohedge financeiroplanejamento financeirovolatilidade do mercadoinstrumentos de hedgecarteira diversificadarisco investimentogerenciamento de crisetempos de criseinteligência emocionalreserva financeira

Cadastre-se e receba mais conteúdos

Obrigado pela visita em nosso site!

Deixe suas informações nos campos abaixo para conhecer melhor o nosso trabalho de assessoria profissional, e receba um guia de investimentos gratuitamente.

fechar popup