Abra ou transfira sua conta. Comece preenchendo os dados a seguir.
Leva poucos minutos.

    Blog

    Meu fundo de investimento está com rentabilidade negativa. Devo resgatar minhas cotas?

    Muitos investidores optam por fundos de investimento pelo potencial de rentabilidade e a oportunidade de diversificação com apenas um único aporte. Mas o que fazer quando as suas cotas ficam negativas?

    Essa é uma dúvida que cerca a cabeça de muitos cotistas. Afinal, em um período de queda, é natural questionar-se se vale a pena aguardar uma retomada ou o resgate mais cedo pode ser positivo para conter os possíveis prejuízos, não é mesmo?

    Quer entender melhor a temática? Neste artigo você verá se o resgate de cotas é a melhor estratégia quando o fundo está com rentabilidade negativa.

    Acompanhe a leitura!

    Como analisar a rentabilidade de um fundo de investimento?

    Existem diversos fatores que precisam ser levados em consideração ao avaliar a rentabilidade de um fundo de investimentos. Em primeiro lugar, o investidor deve analisar as taxas envolvidas nessa modalidade.

    É comum, por exemplo, que seja cobrada uma taxa de administração aos cotistas. Ela tem o objetivo de custear a gestão de fundo e também remunerar os gestores e sua equipe. Em adição a isso, é possível que exista a taxa de performance — quando os resultados superam as expectativas.

    Outro ponto que os investidores devem avaliar é o histórico do fundo. Embora a rentabilidade passada não seja um indicativo de sucesso para o futuro, essas métricas podem ser interessantes para dar uma perspectiva.

    Além disso, é preciso que os cotistas conheçam o benchmark do fundo. Ele é o indicador do mercado que o veículo toma como referência. Quando são de gestão ativa, o objetivo do gestor é superar esse benchmark. Já nos fundos passivos, o intuito é replicá-lo.

    Assim, ao avaliar todos esses pontos, é possível ter uma melhor compreensão sobre a rentabilidade do fundo de investimento. Desse modo, você poderá analisar os seus resultados e verificar se estão de acordo com a sua estratégia de investimentos.

    O que fazer quando o fundo apresenta rentabilidade negativa?

    A rentabilidade negativa, embora soe simples em um primeiro momento, é um conceito que pode confundir investidores. Ela diz respeito ao momento em que o preço de suas cotas é inferior ao momento quando foram comprados.

    Para entender melhor, imagine que você comprou cotas de um fundo de investimentos por um preço de R$ 10 cada. No entanto, após um mês, elas estavam sendo negociadas por R$ 8. Isso significa que o fundo se desvalorizou — e a sua rentabilidade foi negativa nesse período.

    Essa é uma situação que traz incertezas para os cotistas. Muitos deles, por exemplo, podem questionar se a melhor estratégia não seria vender suas cotas. Todavia, antes de tomar essa decisão, é preciso avaliar determinados pontos.

    Saiba mais!

    Manter a calma

    O primeiro passo que o cotista deve seguir após identificar a rentabilidade negativa é manter a calma. Isso significa que é preciso evitar tomar decisões baseadas exclusivamente pela emoção.

    Afinal, os fundos de investimentos, especialmente os de renda variável, podem apresentar um resultado não satisfatório em certos momentos para os investidores. Como estão sujeitos às oscilações do mercado, é natural vivenciar esse tipo de realidade no curto prazo.

    Por isso, antes de optar por vender, é interessante avaliar se todos os investimentos estão apresentando essas quedas. Caso as ações ou outros fundos estejam em baixa, por exemplo, isso pode significar uma situação geral do mercado.

    Avaliar a estratégia

    Além de manter a calma, esse pode ser um momento de avaliar a sua estratégia. Se o fundo em questão foi escolhido após uma análise fundamentalista e você reconheceu o seu potencial de valorização, pode ser interessante aguardar antes de resgatar as cotas.

    Lembre-se de que as oscilações de curto prazo podem não fazer diferença para seus planos de longo prazo. Logo, a queda pode ser revertida e você não terá prejuízo. Também é preciso ter em mente que as perdas só serão concretizadas caso você faça o resgate.

    Quando resgatar cotas?

    Uma dúvida comum a muitos investidores é se existe um momento certo para resgatar as cotas de um fundo de investimento. Entretanto, é impossível apresentar uma resposta concreta para essa questão — visto que ela é de cunho pessoal.

    Portanto, é preciso que o próprio investidor avalie essas questões. Como você viu, caso a estratégia dos gestores esteja alinhada à sua, pode ser interessante manter suas cotas por períodos mais longos. Nesse caso, a venda seria feita quando seu objetivo fosse alcançado.

    Em linhas gerais, o momento correto para negociar suas cotas acontece quando o fundo não faz mais sentido para sua carteira. Por exemplo, quando o seu perfil de investidor muda ou você traça novas estratégias para o curto, médio e longo prazo.

    Como escolher um fundo de investimentos?

    Agora você entendeu em que consiste a rentabilidade negativa de um fundo de investimento e qual pode ser o momento para fazer o resgate de suas cotas. Mas para ter segurança de não vender as cotas em um período de baixa é preciso saber como escolher os melhores fundos.

    Saiba o que considerar!

    Avaliar a estratégia do fundo

    O primeiro ponto consiste na estratégia do gestor. Como você sabe, os fundos de investimentos apresentam características distintas entre si. Há os que priorizam a máxima rentabilidade enquanto outros diluem riscos com renda fixa e variável, por exemplo.

    Dessa forma, é essencial analisar a estratégia do fundo e quais os objetivos dos seus gestores. Assim, será possível até mesmo saber quais decisões eles podem tomar em um cenário de rentabilidade negativa.

    Entender se há alinhamento com o seu perfil

    Complementando o ponto acima, você precisa compreender se o fundo de investimentos tem aderência com o seu perfil. Portanto, vale a pena avaliar com cautela as suas características e buscar encontrar esse alinhamento.

    Se você está se sentindo nervoso diante da rentabilidade negativa, pode ser que o fundo tenha riscos maiores do que o seu perfil está disposto a correr. Quando o fundo é escolhido com base em uma análise sólida e está alinhado aos seus objetivos, é mais confortável manter as cotas.

    Quando negativa, a rentabilidade de um fundo de investimento pode assustar muitos investidores. No entanto, negociar as cotas pode não ser a melhor solução. Como vimos, é interessante entender a realidade do mercado e verificar se a estratégia do fundo ainda está alinhada ao seu perfil e objetivos.

    As quedas na rentabilidade podem fazer parte do dia a dia de muitos investidores. Por isso, saiba mais sobre como lidar com a instabilidade econômica!

    Tags: fundo de investimentorentabilidade negativacota fundo de investimentorendimento negativocota de fundoinvestimento na renda variávelperder dinheiroaporte financeiroportfólio de investimentoposso perder dinheiro em fundos de investimento;

    Cadastre-se e receba mais conteúdos

      Obrigado pela visita em nosso site!

      Deixe suas informações nos campos abaixo para conhecer melhor o nosso trabalho de assessoria profissional, e receba um guia de investimentos gratuitamente.

      fechar popup

        Já sou cliente Manchester