Abra ou transfira sua conta. Comece preenchendo os dados a seguir.
Leva poucos minutos.

    Blog

    O que são bonds? Entenda esses títulos de renda fixa!

    A renda fixa é uma classe de investimentos versátil e que pode oferecer exposição internacional para a sua carteira. Isso é possível quando você descobre o que são bonds e como eles podem ser aproveitados em sua estratégia de alocação.

    Ao mesmo tempo, vale a pena saber que esses títulos não existem apenas no mercado externo. Afinal, você pode encontrar alternativas emitidas no Brasil. Por isso, é oportuno conhecer melhor os diferentes tipos de bonds para saber quando aproveitar cada oportunidade.

    Quer descobrir o que são bonds e quais são as classificações existentes? Continue a leitura e saiba mais sobre essas alternativas!

    O que são bonds e como funcionam?

    Os bonds correspondem a títulos de renda fixa que são emitidos por uma empresa ou por um Governo. O dinheiro captado serve para financiar projetos ou operações. Essas aplicações seguem as regras de funcionamento da classe de renda fixa.

    Com isso, elas apresentam condições de retorno previamente conhecidas. A rentabilidade pode ser:

    Prefixada: definida por uma taxa fixa que é conhecida antes do aporte;

    Pós-fixada: determinada pelo resultado de um indicador do mercado;

    Híbrida: formada por uma taxa prefixada mais a variação de um indicador.

    Em geral, o retorno tende a ser maior para bonds com prazos mais elevados. Além disso, cada bond pode apresentar características específicas em relação à liquidez. Logo, alguns permitem resgates a qualquer momento, enquanto outros ficam disponíveis apenas no vencimento.

    Quais são os tipos de bonds?

    Após compreender o funcionamento geral dos bonds, é importante entender que eles se dividem em dois tipos principais. Na classificação, é possível focar no mercado onde eles são emitidos e negociados, entre bonds nacionais e internacionais.

    A seguir, descubra quais são os tipos de bonds e veja como eles funcionam!

    Brasileiros

    Os bonds brasileiros, como o nome indica, são emitidos no mercado financeiro do Brasil. Portanto, trata-se de aplicações que captam recursos para empresas que estão no Brasil. Assim, o investimento e a captação de recursos se dão em reais.

    Em relação à emissão, esses bonds podem ser criados por Governos, empresas públicas ou privadas. A emissão de aplicações pelo Governo Federal, por exemplo, envolve os títulos que são negociados no Tesouro Direto.

    Americanos

    Já os bonds americanos são títulos de renda fixa emitidos nos Estados Unidos. Um exemplo são os bonds públicos emitidos pelo Governo para captar recursos. Eles são chamados de sovereign debt bonds e apresentam classificação diferentes de vencimento e pagamento.

    Nesse sentido, os treasury bills são títulos do Tesouro americano que vencem em até um ano. Os treasury notes, por sua vez, vencem entre 2 e 10 anos. Por fim, há os treasury bonds, entre 10 e 30 anos.

    Devido à consolidação da economia dos EUA, os bonds do Tesouro são considerados os títulos mais seguros do mundo — já que, teoricamente, são livres de riscos. Ademais, há títulos que pagam cupons de juros semestrais ou anuais, enquanto outros só fazem o pagamento no momento do resgate.

    Além das aplicações emitidas pelo Governo norte-americano, há os corporate bonds. Esses são títulos emitidos por instituições privadas dos Estados Unidos — como acontece no Brasil.

    Outro aspecto que vale a pena saber é que existem classificações segundo a utilização dos recursos captados — tanto nos títulos do Brasil quanto dos EUA. Os green bonds, por exemplo, servem para financiar projetos relacionados ao meio ambiente e à sustentabilidade.

    Para terem essa classificação, os títulos devem apresentar um certificado verde e precisam ser direcionados a operações que cumpram os requisitos ambientais. Assim, quem investe neles pode apoiar iniciativas sustentáveis das empresas.

    Quais as diferenças entre bonds e debêntures?

    Agora que você entende melhor o que são os bonds, é interessante esclarecer quais são as diferenças deles para as debêntures. Na prática, os dois conceitos se referem a títulos de crédito que seguem as regras da renda fixa.

    Enquanto bonds representam os títulos de modo geral, as debêntures são aplicações específicas. Logo, podemos considerar que as debêntures são um dos tipos de bonds. Elas são caracterizadas por ter maior risco, pois são emitidas diretamente por empresas.

    Assim, debêntures costumam ter menos segurança do que títulos públicos, por exemplo — sejam bonds americanos ou brasileiros. No mercado financeiro nacional e internacional, é comum que outros exemplos de bonds tenham mais garantias que as debêntures.

    Como investir em bonds?

    Até aqui, você viu o que são bonds e qual é o significado desse termo no Brasil e nos Estados Unidos. Agora, é interessante saber como fazer o investimento, caso você tenha interesse em realizar aplicações na renda fixa.

    Para começar, identifique qual é o seu perfil de investidor. Embora os bonds sejam investimentos de renda fixa, eles têm riscos diferentes, de acordo com o tipo. Logo, você precisa saber o que está alinhado à sua tolerância enquanto investidor.

    Ainda, vale a pena considerar seus objetivos financeiros. Isso ajuda a entender as suas necessidades sobre o prazo e a liquidez. Esse ponto também é importante para considerar a diversificação da carteira em opções variadas.

    Sobre os bonds brasileiros, o investimento é feito na plataforma da sua instituição financeira. Já o investimento nos bonds americanos não precisa ser realizado no exterior. Em vez de investir fora do Brasil, você pode aproveitar as oportunidades disponíveis na bolsa de valores brasileira.

    É o caso de investir em um certificado de depósito de valores mobiliários (BDR) de bonds. Esses certificados são lastreados em ativos internacionais e permitem que você participe dos resultados do título de crédito internacional.

    Além disso, é possível investir em um fundo de índice (ETF) que replique um índice de bonds. Outra forma de se expor aos bonds americanos sem precisar sair do Brasil é com fundos internacionais ou de outros tipos na plataforma de investimentos da sua corretora de valores.

    Neste artigo, você descobriu o que são bonds e como funcionam esses títulos de dívida no Brasil e nos Estados Unidos. Se eles fizerem sentido para a sua estratégia, é possível aproveitar tanto aplicações nacionais quanto internacionais — diversificando e dolarizando o seu portfólio sem sair do mercado brasileiro.

    Quer aprender mais sobre esses títulos? Entre em contato conosco da Manchester Investimentos e fale com nossos assessores!

    Tags: tipo de investimentoinvestimento no exteriorbolsa americanaRenda fixaMercado FinanceiroMercado de Investimentosdolarizar carteirainvestir fora do brasildebênturestítulos públicosbonds significadocomo investir em bondsbonds etftítulo de créditobonds americanostítulos de renda fixatítulos americanosinvestir na renda fixagreen bonds;

    Cadastre-se e receba mais conteúdos

      Obrigado pela visita em nosso site!

      Deixe suas informações nos campos abaixo para conhecer melhor o nosso trabalho de assessoria profissional, e receba um guia de investimentos gratuitamente.

      fechar popup

        Já sou cliente Manchester