fbpx

ROI e ROE: qual a diferença e como usar para aprimorar investimentos

ROI e ROE

Investir é uma arte, e como todo artista, é essencial dominar as ferramentas disponíveis. Duas dessas ferramentas cruciais no arsenal de qualquer investidor são o

ROI (Return on Investment) e o ROE (Return on Equity). Neste post, vamos explorar a fundo esses indicadores, destacando suas diferenças, como calculá-los e como interpretar suas nuances. 

O que é ROI e ROE? 

ROI 

ROI (Return on Investment): O ROI é uma métrica que avalia a rentabilidade de um investimento em relação ao seu custo. Em termos simples, o ROI demonstra quanto você faturou para cada real investido, e expressa o retorno como uma porcentagem. A fórmula básica para calcular o ROI é: 

ROI = (ganho obtido – investimento inicial / investimento inicial) x 100 

Essa métrica é valiosa para avaliar o desempenho de investimentos específicos e comparar diferentes oportunidades. 

ROE 

Por outro lado, o ROE ROE (Return on Equity) avalia a eficiência do uso do patrimônio líquido de uma empresa para gerar lucros. A fórmula básica para calcular o ROE é: 

ROE = (lucro líquido / patrimônio líquido) x 100 

O ROE destaca a capacidade da empresa de gerar lucros com o dinheiro investido pelos acionistas. Ou seja, quanto de retorno financeiro é obtido para cada real injetado pelos investidores. 

Qual é a diferença entre ROI e ROE? 

A principal diferença entre ROI e ROE reside no foco. O ROI é centrado no investimento como um todo, já o ROE concentra-se no desempenho em relação aos fundos dos acionistas 

Enquanto o ROI é útil para avaliar o sucesso de investimentos específicos, o ROE oferece uma visão mais ampla do desempenho financeiro de uma empresa. 

Como calcular o ROI? 

O cálculo do ROI é relativamente simples, mas proporciona insights valiosos. Vamos considerar um exemplo de cálculo de ROI de um setor de marketing de uma empresa: suponha que você tenha investido R$15.000 em uma campanha digital e, como resultado, gerou R$50.000 em receita adicional. O cálculo do ROI seria: 

ROI = (50.000 – 15.000 / 15.000) x 100 = 233% 

Neste cenário, o ROI de marketing é positivo, indicando que a campanha gerou um retorno significativo em relação ao investimento inicial. 

 

Como calcular o ROE? 

O cálculo do ROE é igualmente direto. Se uma empresa gerou R$500.000 de lucro líquido e seu patrimônio líquido é de R$2.000.000, o ROE seria: 

ROE = (500.000/2.000.000) x 100 = 25% 

O resultado de 25% sugere que a empresa está gerando um retorno de 25 centavos para cada real investido pelos acionistas. 

E-book sobre ESG

O que o ROE indica? 

O ROE é uma medida crucial da eficiência do uso do capital próprio pela empresa. Quanto maior o ROE, melhor a empresa está em transformar o dinheiro dos acionistas em lucro.  

No entanto, é essencial considerar o setor e comparar o ROE com empresas semelhantes para obter uma avaliação mais precisa. 

Além do ROE e do ROI, existem algumas outras métricas relacionadas ao universo dos investimentos que são semelhantes, mas servem a propósitos diferentes. Entre as mais comuns, estão o ROA e o ROIC. Saiba mais sobre esses indicadores nos tópicos a seguir. 

O que é ROA? 

ROA (Return on Assets): O ROA mede a eficiência da empresa em usar seus ativos para gerar lucro. A fórmula básica é: 

ROA = (Lucro líquido / Ativos Totais) x 100 

Enquanto o ROI e o ROE se concentram em investimentos e patrimônio líquido, respectivamente, o ROA destaca a eficiência operacional em relação aos ativos. 

Qual a diferença entre ROI, ROA e ROE? 

O ROI avalia o retorno do investimento, o ROA foca nos ativos e o ROE destaca o patrimônio líquido. Juntos, esses indicadores fornecem uma visão holística do desempenho financeiro de uma empresa. 

Qual a diferença entre ROI e ROIC? 

ROIC (Return on Invested Capital): O ROIC é uma métrica que avalia a eficiência do uso total do capital investido pela empresa, incluindo tanto o capital próprio quanto o de terceiros. A fórmula básica é: 

ROIC = (lucro líquido / capital investido ) x 100 

Enquanto o ROI se concentra apenas no investimento inicial, o ROIC leva em consideração todo o capital investido, proporcionando uma visão mais abrangente da eficiência financeira. 

Para que serve cada um desses indicadores? 

ROI – Utilidade Estratégica: O ROI, como mencionado anteriormente, é fundamental para avaliação de investimentos específicos. No entanto, sua utilidade não se limita a isso. O ROI também é uma ferramenta essencial para empresas planejarem e otimizarem suas estratégias de negócios. Seja para decidir sobre expansões, iniciativas de marketing ou desenvolvimento de produtos, entender o retorno sobre investimento é crucial para a tomada de decisões estratégicas. 

ROE – Medindo a Eficiência Financeira: Enquanto o ROE foca no retorno em relação ao capital próprio, sua utilidade se estende à análise de desempenho em longo prazo. Investidores utilizam o ROE para identificar empresas que mantêm consistentemente altos níveis de eficiência financeira, indicando uma gestão sólida e a capacidade de gerar lucros sustentáveis. 

ROIC – Eficiência Total do Capital Investido: O ROIC fornece uma visão abrangente, incluindo o capital próprio e o de terceiros. Sua utilidade reside na avaliação da eficiência total do capital investido pela empresa. Isso é crucial para investidores que desejam entender como a empresa utiliza todos os seus recursos financeiros, independentemente da origem. Um ROIC saudável indica uma alocação eficiente de capital em toda a estrutura de financiamento da empresa. 

ROA – Eficiência Operacional: O ROA é essencial para avaliar a eficiência operacional de uma empresa. Ele destaca a capacidade da empresa de gerar lucros em relação aos ativos totais. Uma alta taxa de retorno sobre os ativos sugere uma operação eficiente, enquanto uma baixa taxa pode indicar ineficiências que precisam ser abordadas. Investidores e gestores utilizam o ROA para comparar o desempenho operacional entre empresas do mesmo setor. 

Como usar essas ferramentas para obter sucesso financeiro? 

Esses indicadores não são apenas números em uma planilha; são ferramentas estratégicas. Juntos, eles formam a espinha dorsal de uma abordagem fundamentada para o sucesso financeiro. 

Porém, para realmente obter sucesso em seus investimentos, é fundamental contar com a ajuda de quem entende do negócio. Não só indicadores como esses, mas dezenas de outras variáveis precisam ser levadas em consideração na hora de investir.  

Quer a segurança de investir certo e obter alto retorno? Então conte com a ajuda da Manchester Investimentos. Somos a assessoria de investimentos há mais tempo no mercado brasileiro, e temos experiência para desbravar esse caminho junto com você. São décadas de estrada para te guiar ao sucesso. Invista conosco!

Baixe agora o seu ebook
Abra sua conta agora
Cadastre-se em nossa Newsletter Semanal

Posts relacionados

Invista com a melhor escolha para os seus investimentos.